O inverno chegou

Anos atrás, semanas antes do lançamento da 4a temporada já se falava ferozmente na Guerra dos Tronos. Tivemos inclusive exposições com itens das série, como o sumido trono de ferro (alguém tem visto?), figurinos, itens de produção, visita do elenco ao Brasil (Gwendoline Christie/Brienne de Tarth e Pedro Pascal/Oberyn Martell na época) e todo um festival de coisas que normalmente não acontece na nossa querida ex-Terra de Vera Cruz. Sim, eu sei que teve barulho no lançamento da 1a temporada. Mas convenhamos a proporção do lançamento em 2014 foi muito maior. E na 5a escalada se justifica já que o final da temporada anterior tinha sido numa nota alta com aquele tipo de acontecimento típico da série que muda tudo pra sempre. A internet (daqui de onde consigo enxergar) estava em polvorosa. Ia ser explosivo, ia ser fantástico, ia ser épico.

E então começou. E lá pelo fim do S05E03 já ecoavam os mesmos discursos de sempre: “Tá muito parado esse ano”, “Ahhh um monte de episódios não acontece nada” ou ainda o clássico “Só tem um monte de gente falando e ninguém morreu”… OI??!?!? O que me deixa mais curioso é que ao mesmo tempo surgiu um conjunto de ‘especialistas’ dizendo que a série agora só faz as coisas pra chocar, que tem que ter uma ‘bomba’ por episódio e esqueceu os roteiros complexos do passado. Aí eu te pergunto: não acontece nada ou só acontece polêmica? E mais, ‘pessoas falando’ não são ‘coisas que acontecem’?

ned-stark-game-thrones-season-1Alianças políticas e suas movimentações sempre foram a tônica da série desde a S01. Ned Stark recusa autorizar o assassinato de Daenerys Targaryen no S01E05. É uma coisa no meio de tantas que são tratadas em reuniões do pequeno conselho e você, nesse momento, ainda nem consegue lembrar todos os nomes de personagens envolvidos. Acontece que mesmo assim no S01E07 ocorre a tentativa de assassinato (frustrada pela ação de um Sir Jorah arrependido), ela provoca a ira de Drogo e este resolve levar seus exércitos para ocupar Westeros e entregar a sua amada e filho. E isso muda TUDO daí por diante na história. Senhores, eu só vi a recusa de Ned (e entendi do que se tratava de verdade) quando assisti pela segunda vez o referido episódio (e eu já estava lá na S04). Uma decisão política, no meio de uma reunião que vai gerar uma guerra. Game Of Thrones foi assim desde o princípio, as pequenas coisas podem mudar o rumo de tudo e aquilo que seria o grande confronto nunca acontece de fato.

Isso quer dizer que eu concordo com todas as direções que a série tomou na última dezena de episódios exibidos? Não. –ATENÇÃO PARA SPOILERS GIGANTESCOS DA 5a TEMPORADA de GAME OF THRONES — Minha principal reclamação neste momento é, óbvio, o arco da Sansa que de sonsa, irritante e cega de amor pelo psicopata do Joffrey no início da série passou pelo perrengue de ter fugido após o assassinato do louco, se escondido e começado a mentir (pela sobrevivência) com o campeão mundial e recordista olímpico das tramas de Westeros, Essos e 24 territórios a sua escolha: Petyr Baelish, o Littlefinger. No fim da temporada 4, Sansa apareceu vestida de mulher fatal e o mundo pensou “AGORA VAI!”. Só que na S05 ela foi conduzida de forma passiva pelo Mindinho e caiu nas mãos do sujeito que conseguiu despertar mais ódio no público que o primogênito de Cersei, o ‘bastardo recém aceito’ Ramsay Bolton. E ao contrário do que alguns pensaram no princípio, ela não teve nenhuma chance de se impor, se salvar ou manipular a situação a seu favor. Desde a violenta noite de núpcias, a individualidade da jovem Stark é completamente obliterada quando ela é aprisionada, reduzida a ‘geradora de herdeiro’ e abusada frequentemente pelo marido. Em resumo, quando ela finalmente iria evoluir jogaram uma bigorna na cabeça da Sansa.

O que eu quero dizer é que eu não concordo com todos os rumos que estão na tela mas não acredito que a série tenha mudado sua essência entre as primeiras e as últimas temporadas. Falo olhando apenas para a série que o que está na tela pode ser melhor sim. Mas essa história já me surpreendeu ao se tornar relevante de novo depois da morte do Ned, depois do Casamento Vermelho, depois da prisão de Tyrion, da morte de Oberin, do fim de Tywin Lannister… vários momentos em que eu pensei ‘Agora acabou né? A série não era sobre isso?’. E agora temos a mesma dúvida com a morte (ou não) de João das Neves. Pra onde vai a série? Dá pra ser fisgado de novo? Pra onde vai a história? Bom, o que temos de certo hoje é (pausa dramática para o pôster teaser da S06)…

js-tease-160395

…que no próximo dia 24 de abril teremos novo frenesi enlouquecido com o lançamento mundial da 6a temporada. E este ano teremos, pela primeira vez na televisão, a série mostrando eventos a frente dos livros de George R R Martin. Com isso, espero uma queda drástica das reclamações do tipo “ahh mas no livro não era assim” ou “era pior/melhor”. Talvez a galera do “não acontece nada” e a do “só querem polêmica” ainda permancecam… mas não se pode ter tudo né? Nesta temporada todos estaremos juntos, na mesma página, livres pra aproveitar mais uma jornada em 10 episódios. Dez noites de domingos seguidas de tramas, mortes, surpresas, nada, quase nada e polêmicas.

Um comentário sobre “O inverno chegou

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s